...


Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando. Até que não caibo em mim e estouro em palavras. (Clarice Lispector)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Gritar ou Calar?



Gostaria de me fazer entender em poucas palavras para evitar ou desfazer todos enganos em que me meto. Já me senti incompreendida, perdida, julgada, culpada, inoscente, já gritei pra me fazer ouvir, já percebi que não é a melhor maneira, já chorei, me descabelei, mas nada disso me fez ter razão, então me restou calar, pode parecer covardia mas o fato é que sinto que estou desistindo. Desistir não necessariamente precisa ser algo negativo, pode ser uma defesa pro sofrimento que a "guerra" causa. Desistir de sofrer nessas alturas do campeonato pra mim, é sinal de amadurecimento. 
É hilário como às vezes nos calando nos fazemos ouvir mais do que se gritassemos, talvez por não perder a razão. 
Não me entenda mal, ainda não desisti da luta, as minhas verdades continuam por aqui, intactas, mas já não preciso mais que os outros entendam ou aprovem isso, a minha compreensão das coisa já me basta.
Postar um comentário