...


Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando. Até que não caibo em mim e estouro em palavras. (Clarice Lispector)

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Os devaneios de sempre...

E mais um dia aqui estou...
Pensando em como a gente é incompreendido
Mas pra que fazer sentido se nem a vida o faz. Aliás, a vida é a que menos faz. Cansada de tentar entender, de tentar agradar, mas é tudo mentira, eu queria agradar, eu queria conseguir agradar do meu jeito torto mesmo, sem máscaras, sem tipos e tal. Apenas eu. Mas esquece. São só aqueles devaneios que insistem em me torturar... 
Postar um comentário