...


Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando. Até que não caibo em mim e estouro em palavras. (Clarice Lispector)

domingo, 13 de janeiro de 2013

Um poço de sensibilidade

Alma de artista
coração de poeta
finge que sente
o que nem sabe se existe
Sensibilidade é um poço
e o fundo, impulsiona
Porém, nem sempre é assim
Tem dias que é quase tudo bem.
Postar um comentário