...


Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando. Até que não caibo em mim e estouro em palavras. (Clarice Lispector)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

E se...


E se tudo fosse diferente, e se eu não  bebesse, e se eu fosse mais simpática, e se as pessoas não me irritassem tanto, e se a vida fosse fácil, e se a rapadura fosse mole e salgada, e se meu carro tivesse ar condicionado, e se eu tivesse um carro, e se meu nome fosse Brigithe, e se as pessoas não mentissem, e se a verdade fosse fácil de ouvir, e se quem a gente ama não morresse, e se eu tivesse uma lâmpada mágica, e se meu pai não tivesse casado com a minha mãe, e se eu não tivesse me casado, e se... e se...
É isso, é por isso, em tudo há uma razão de ser, por mais que pareça estranho, sempre há.
Postar um comentário