...


Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando. Até que não caibo em mim e estouro em palavras. (Clarice Lispector)

terça-feira, 20 de abril de 2010

Eu queria...

Eu queria dizer todas as coisas que eu tenho pra te dizer, eu queria que você entendesse sem eu precisar dizer. Eu queria que meus desejos fossem todos realizados, como num passe de mágica, como num filme que sempre tem final feliz, mas eu queria a felicidade antes do fim, eu não quero o fim, quero o início sempre. Quero sentir o mesmo frio na barriga e aquele tremor que sinto quando meus lábios tocam os seus, quero sentir teu corpo quente, ardendo sobre mim como dois amantes selvagens. Eu queria que a dor da ausência que sinto fosse recíproca e que eu não precisasse explicar porque te preciso aqui. Talvez esse amor seja apenas a projeção do que eu realmente quero e preciso, talvez eu esteja inventando tudo isso. Talvez seja um sonho bom onde eu posso acordar a qualquer momento, talvez tudo se transforme em um pesadelo, como nos filmes que eu ja vi e vivi. Sei lá, o que sei é que as vezes sinto vontade de chorar, mas não quero ter que me explicar. Queria aquilo que só você podia me dar.
Postar um comentário