...


Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando. Até que não caibo em mim e estouro em palavras. (Clarice Lispector)

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Então ta

A gente à vezes se conforma com o que tem, talvez por medo ou comodidade acaba esquecendo dos sonhos e daquilo tudo que a gente acha que merece. E vive assim, um dia de cada vez, um bom outro nem tanto. Mas sempre lembramos de tudo o que se perdeu pelo caminho, e talvez seja por isso, não quer perder mais nada, ou não quer mais lutar por nada e se acomoda, se acostuma.
Dizem por ai que nunca é tarde pra recomeçar, pode até ser, mas só que às vezes a gente já não tem mais forças pro tal recomeço e prefere ficar com o que tem mesmo, mais prático. Comodismo? acho que é isso mesmo.
Postar um comentário