...


Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando. Até que não caibo em mim e estouro em palavras. (Clarice Lispector)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Coraçao Vagabundo

Difícil recomeçar quando a cor predominante é cinza, quando mais uma vez você achou que tudo seria diferente mas não foi, aliás foi pior, bem pior. Eu nunca quiz parar de acreditar no ser humano eu sempre ensistia em pensar que todos merecem uma outra chance, todos tem um lado bom, hoje já nem sei se acredito nisso. Certa vez meu coração endurecido foi convencido de que valeria a pena tentar, então foi assim: Ele cedeu, se fez vivo denovo, deixou o amor entrar dentro dele e não demorou muito e o sangue escarlate começou a jorrar.
Ahh coração vagabundo que não se cansa de ter esperança...
Mas hoje ele está cansado, amargurado e fechado, até quando eu não sei, só sei que ta doendo de tanto apanhar.
Postar um comentário