...


Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando. Até que não caibo em mim e estouro em palavras. (Clarice Lispector)

sábado, 30 de janeiro de 2010

TETO DE VIDRO

A verdade é que as vezes tenho até medo de meus pensamentos e me recuso a dividi-los com alguém. Pode ser por medo de que eles mudem e eu entre em contradição ou pelo receio das pessoas não me entenderem, me julgarem e isso é o que mais abomino, o tal do julgamento. Alguém ai se arrisca a quebrar o teto do outro ?? Estranho né, apesar de sabermos disso, não raramente nos vemos nessa situação, sentamos em cima do nosso "rabo" e começamos a reparar no dos outros e o pior sempre encontramos algo pra comentar, comentários esses que nada vem acrescentar, totalmente desnecessários e não melhoram em nada a vida das pessoas, pelo contrário.
Todos nós temos defeitos que não contamos pra ninguém, nem pra nós mesmos. Por quê será?? a mudança é necessária, porém dificil, então é mais fácil ver e comentar os defeitos dos outros, e até dar-mos soluções e conselhos para tal, assim nos sentimos melhor em "ajudar" alguém e esquecemos dos nossas próprias imperfeições. Ledo engano meu caro.
Postar um comentário